Telefone: 47.3351.3070

Rua Heinrich R. B. Erbe, 30, Sala 103 - Brusque - SC Veja o mapa

Tipos de Pele e Proteção Solar

A pele humana é protegida naturalmente por um pigmento, a melanina, que dará a coloração dos indivíduos, dependendo da sua quantidade, que estaria presente em todos os indivíduos, menos nos albinos (todos conhecem, creio, a pessoa completamente branca, por não ter cor e olhos que seriam vermelhos, também pela falta de cor).

Esta classificação, de forma condensada, seria a seguinte:
Tipo A (I e II): Ruivos e Loiros = pessoas que nunca se bronzeiam, mas sempre se queimam. Deverá usar protetores de fator 30 no verão e 15 no inverno.
Tipo B (III): Morenos Claros = O indivíduo que sempre se queima, e as vezes se bronzeia. Deverá usar protetores de fator 20-25 no verão e 5-10 no inverno
Tipo C (IV): Morenos Escuros = A pessoa que as vezes se queima, e, geralmente se bronzeia. Deverá usar protetor 10-15 no verão e talvez não usar no inverno.
Tipo D (V e VI): Mulatos e Negros = Sempre bronzeia, e, raramente se queima. Deverá usar de 5-10 no verão ou mesmo não será necessário, dependendo de sua situação individual.

O que é fator de proteção solar (FPS)?
De forma genérica, diz o número de vezes que poderíamos ficar expostos ao sol com o protetor se relacionado a exposição sem o mesmo. exemplo: Fator 15 seria para cada minuto de sol sem o protetor será igual a 15 minutos de sol com o protetor. Sempre multiplicar o tempo em minutos pelo FPS para se ter o tempo de exposição. Estes números identificam somente o fator de proteção com respeito ao UVB e não temos medidas ainda corretas quanto ao UVA. A tabela seguinte mostra quanto da luz solar Tipo UVB é absorvida pelos protetores:

Fator de Proteção Solar (FPS)
Absorção Luz Solar (% Proteção)
2
50 %
4
75 %
8
87.5 %
16
93.8 %
32
96.5 %
64
98.6 %

Um pouco de sol é importante para o metabolismo corporal, e, com isto em mente, sabemos que a maior parte da população seria beneficiada com filtro de sol com FPS 15, onde estaria bem protegida e pouco de sol seria absorvido pelo corpo para suas necessidades.

Reaplicar os filtros com alguma frequência, e melhor seria que fosse a cada 3 horas (no máximo) e sempre 20-30 minutos antes de se expor ao sol para este aderir a pele e também sempre quando suar ou tomar banhos.

E isto é muito importante porque os testes realizados em 2001, são feitos logo após a aplicação dos filtros. Não temos resultados de testes feitos após 3-4 horas da aplicação.

Dentro do acima, é importante lembrar que as pessoas são diferentes, e, gêmeos idênticos, submetidos as mesmas condições de exposição ao sol, meio ambiente, e etc., um deles poderá desenvolver tumores de pele (carcinomas) e o outro não.

Outra informação de extrema importância, surgida nos últimos anos é sobre as câmaras de bronzeamento: é inegável que as mulheres ficam maravilhosas quando morenas por luz solar, mas também é inegável que após 15-20 anos teremos aumento da incidência dos Carcinomas cutâneos nestas pessoas, e, por este motivo devemos expurgá-las (as câmaras de bronzeamento – poderia ser usada em condições muito específicas, em algumas doenças, somente) de nosso convívio.

Ah! é bom lembrar que o sol induz a formação das rugas, também.

E grande importância está tomando corpo no que diz respeito aos filtros solares: as pessoas que os usam estão aumentando o tempo que permanecem sob o sol e terão os efeitos aumentados também. Deveria ficar o mesmo tempo que antes ficava sem o filtro solar, para realmente ter os benefícios deste.