Telefone: 47.3351.3070

Rua Heinrich R. B. Erbe, 30, Sala 103 - Brusque - SC Veja o mapa

Molusco Contagioso

Temos doenças provocadas por bactérias, fungos, vírus, e somente por inflamação, por processos imunológicos. O molusco contagioso é provocado por um vírus, da mesma forma que as verrugas, mas por um grupo de vírus diferente, o grupo dos poxvirus, e ocasionam esta lesão que não é de origem cancerosa e como característica ela não afeta órgãos internos, acometendo somente a pele. Ele atinge somente a parte mais superior da pele, a epiderme. Se adquire quando encostamos em pessoas que tem a doença, por contato direto.

Ele atinge as pessoas por as mesmas entrarem em contato com outras pessoas doentes, e facilmente pode ser contraído nas crianças por ter este maior contato com os colegas, e atingiriam mais as áreas de maior contato, e, nas piscinas, costumam contaminar as outras pessoas de forma a atingir grande número de pessoas, e por isto recomendo que sempre tratem antes de tomar banhos em locais públicos, evitando este contágio. Contagia também muito rapidamente entre os familiares. É mais freqüente nos climas tropicais porque a umidade e o calor favorecem as pessoas andarem com menos roupa e te mais contato.

Ele é mais facilmente visto em crianças mais novas por que elas ainda não tem a imunidade desenvolvida, como nos adultos.

Ao examinar o paciente nós vemos pequenas lesões de 1-3 mm de diâmetro, podendo ser maiores, de cor discretamente rosada ou mesmo da cor da pele, com um pequena umbilicação no centro desta elevação ( pode não se ver à olho nu ) e costumam estar juntas, formando pequenos grupos é chamado de molusco contagioso por que esta doença facilmente se espalha para outras partes do corpo, através de pequenos machucados na epiderme ( pode ser muito pequeno e não podemos ver ) ou mesmo através da entrada dos pelos ( só não temos pelo na unha, lábio, palma e planta ) e rapidamente cresce após este contágio. Como facilmente cresce nas áreas de contato, repetindo, teremos mais nas áreas de contato com as coisas ou com outras pessoas, facilmente podendo passar aos outros da família ou à coleguinhas de escola.

Poderia o dermatologista fazer raspado na área mais superior da lesão para olhar ao microscópico, confirmando o diagnóstico, e quando as pessoas tem diminuição das defesas do organismo, hoje temos como exemplo clássico os indivíduos com AIDS, eles atingem grandes tamanhos, e ocorreriam também em muito grande número, milhares, a também muito na face.

E agora vem a pergunta : é preciso que tratemos a doença ? Bom, é sabido que com o desenvolvimento do processo imune, o próprio organismo trata de eliminar a virose, levando de 5-6 meses a 5 anos para isto ocorrer. Quando o indivíduo tem sua defesa imunológica diminuída, pode levar mais tempo ou mesmo isto não ocorrer. Nesta eliminação expontânea, pode deixar cicatrizes. Normalmente eles começam a ficar irritados e com processo de inflamação quando isto começa a ocorrer.

O dermatologista pode tratar a doença, eliminando as lesões, e, fazendo revisões a cada três (3) ou quatro (4) semanas para ver se estão surgindo outras, até sua completa eliminação. Estão sendo estudados novas medicações para usar, mas no momento, não estão sendo muito eficazes nesta terapia.

Eles podem ser destruídos por meio físico, mais aplicado esta modalidade de tratamento nos adultos e crianças mais velhas, e por meio químico, esta modalidade mais aplicado nas crianças mais novas.

O paciente pode se contaminar novamente e novamente se entrar em contato com pessoas que tenham a doença, e, é mais fácil de controlar a doença se este controle for realizado quando existe em poucas pessoas, e com isto poderíamos parar a disseminação da patologia, esta virose que aflige mais às crianças.
Procure seu médico logo quando suspeitar que tenha esta virose.
Não permita que a doença se espalhe aos outros.